Acusado de calote em prefeitura, Davi Sacer se defende: “Não sabia do evento”

Acusado de calote em prefeitura, Davi Sacer se defende: “Não sabia do evento”O cantor Davi Sacer foi acusado de dar um calote na prefeitura da cidade de Matriz de Camaragibe (AL) por não comparecer a um evento para o qual teria sido contratado.
Nas redes sociais, a informação de que a prefeitura da cidade teria pago R$ 25 mil de cachê ao cantor, além de custear R$ 5 mil de passagens aéreas foi compartilhada por milhares de internautas.
A contratação de Davi Sacer para o evento teria sido feita através de uma produtora terceirizada, que não é a oficial do cantor. Com o não comparecimento de Davi, o prefeito da cidade, Marcos Paulo, registrou um Boletim de Ocorrência.
Para esclarecer sua posição no imbróglio, a assessoria de imprensa do cantor divulgou uma nota oficial afirmando que não havia sido contatado pela prefeitura da cidade para a realização de um show.
“Não tínhamos conhecimento prévio do evento, uma vez que não há qualquer contrato com a Prefeitura da referida cidade, ou mesmo com a empresa G S COSTA ME, tanto que este show sequer constava na agenda divulgada em nosso site”, escreveu Davi Sacer em sua fanpage. O cantor ainda lamentou o ocorrido e pediu desculpas aos fãs pelo incidente.
Leia a íntegra da nota oficial de Davi Sacer:
Não tínhamos conhecimento prévio do evento, uma vez que não há qualquer contrato com a Prefeitura da referida cidade, ou mesmo com a empresa G S COSTA ME, tanto que este show sequer constava na agenda divulgada em nosso site.
Nosso contato com a empresa G S COSTA ME resume-se a uma Carta de Exclusividade referente a evento que seria realizado na cidade de MACEIÓ, no dia 23/04/2014, ou seja, mesma data do evento em Camaragibe. Entretanto, de qualquer forma, tal evento não aconteceria, pois como já esclarecido, não chegou a ser firmado nenhum contrato com a citada empresa.
Cumpre esclarecer que qualquer contrato referente a show ou participação do cantor em eventos, é necessariamente firmado com a empresa BREMAR ……, representante do cantor. Assim sendo, ninguém além da empresa está autorizado a receber qualquer valor ou firmar qualquer tipo de contrato em nome do cantor, salvo procuração outorgada através de seus representantes legais, o que não é o caso.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Bomba: Vaza vídeo íntimo de cantor gospel se exibindo da webcam

J.Neto grava “Eu sou esse cara”, versão gospel da música de Roberto Carlos. Ouça

Por onde anda?