“Relógio de Oração”: após suspensões de cultos da Universal em Angola, igreja lança campanha por reabertura de templos

“Relógio de Oração”: após suspensões de cultos da Universal em Angola, igreja lança campanha por reabertura de templos
Após a suspensão das atividades da Igreja Universal do Reino de Deus em Angola, a denominação lançou uma campanha convocando os fiéis a orarem para que haja o restabelecimento “da liberdade de culto” no país.
Além da Universal, as atividades da Igreja Mundial do Poder de Deus e de outras denominações neopentecostais também foram suspensas devido aos incidentes ocorridos no dia 31 de dezembro de 2012 no evento realizado pela IURD, chamado Dia do Fim, onde dezesseis pessoas morreram e outras dezenas ficaram feridas.
“Nós criamos esse canal direto com o propósito de tranquilizar o povo por meio da Palavra, já que as pessoas não podem ir até a Universal por conta do incidente que suspendeu nossas atividades presenciais. O intervalo entre uma oração e outra é de 15 minutos, nesse tempo, mais de 12 mil pessoas costumam entrar em contato. Estamos todos clamando”, afirmou o pastor Carlos Josemar, responsável pelo Departamento de Web da Universal em Angola.
Apesar das mortes, a denominação liderada por Edir Macedo não divulgou nenhuma campanha de oração pelos familiares das vítimas, e a mobilização mundial dos fiéis pela reabertura dos templos em Angola só foi iniciada após a decisão do governo de suspender as atividades para complementar as investigações e responsabilizar eventuais culpados pelo incidente.
O pastor Carlos Josemar justifica a campanha de oração pela necessidade de “alimentar as pessoas espiritualmente. A iniciativa, chamada Relógio de Oração, consiste num cadastro em que fiéis se comprometem a orar em determinado horário, com intervalos de quinze minutos.
“Quando o fiel clica no horário, preenche a ficha e deixa seus contatos, automaticamente recebemos o pedido. Além disso, por meio desse canal vamos avisar às pessoas quando a Igreja for reaberta. O ‘Relógio de Oração’ é um conjunto, onde a Igreja toda em Angola está na fé, desde fiéis até os pastores e suas esposas”, afirmou Carlos Josemar.
A Igreja Universal do Reino de Deus atua em Angola desde 1992, segundo o site Arca Universal. A denominação mantém 230 templos no país, além de 430 pastores, que lideram aproximadamente 500 mil fiéis.
Confira abaixo, o vídeo da campanha voltada aos fiéis angolanos:
Por Tiago Chagas, para o Gospel+

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

DN1 A Banda que está conquistando o Brasil

J.Neto grava “Eu sou esse cara”, versão gospel da música de Roberto Carlos. Ouça

Bomba: Vaza vídeo íntimo de cantor gospel se exibindo da webcam