“PASTOR ROCHINHA” – A CHEGADA DOS ZOMBADORES!


Por Eliy Wellington Barbosa da Silva
"Vi emergir do mar uma besta que tinha dez chifres e sete cabeças e, sobre os chifres, dez diademas e, sobre as cabeças, nomes de blasfêmia..."

"Foi lhes dada uma boca que proferia arrogâncias e blasfêmias e autoridade para agir quarenta e dois meses; e abriu a boca em blasfêmias contra Deus, para lhe difamar o nome e difamar o tabernáculo, a saber, os que habitam no céu"
 (Apocalipse 13:1, 5-6).

Que visão aterradora: João profetiza sobre o aparecimento de um monstro que surgirá do meio das multidões (representada pelo "mar"). A profecia fala de um poderoso espírito demoníaco de blasfêmia, que subitamente será exposto de dentro da sociedade. E agora, em nossos dias, surge na forma de um monstro de múltiplas cabeças!

O nome desta besta vem adornado nas sete cabeças: "...e, sobre as cabeças, nomes de blasfêmia" (Apocalipse 13 :1). Ou seja, em cada uma de suas sete cabeças monstruosas estavam escritos insultos, cada um deles provocando e ultrajando a Deus.

Mas não são nenhuma novidade os abusos de zombadores, os ataques de blasfêmia e as agressões acompanhadas de todo tipo de prejuízo contra Deus e o Seu povo. O rei Davi disse:"Até quando, ó Deus, o adversário nos afrontará? Acaso, blasfemará o inimigo incessantemente o teu nome?" (Salmo 74:10). E o apóstolo Paulo confessou que antes era um religioso "blasfemo, e perseguidor, e insolente" (I Timóteo 1:13).

Mas o que é descrito no Apocalipse indica algo muito mais malvado, pernicioso e perverso. João estava testemunhando profeticamente as muitas intenções sinistras e os vários tipos de blasfêmia que estão crescendo, se multiplicando e ganhando respeito em nosso mundo!

Tenho visto muita perversidade sendo lançada contra nossa geração cristã. Uma inundação de blasfêmias modernas que emergiram em nossos dias do meio mar da humanidade!

Veja como nos últimos tempos os homossexuais têm procurado mostrar o orgulho por sua causa. Perceba como eles ganharam força e influência na mídia, no entretenimento, na religião e "agora estão exigindo leis para promover e proteger seu estilo de vida em todos os níveis!" (Veja a mensagem "A Chegada dos Blasfemadores! David Wilkerson, 4 de Março de 1991)

Agora na internet estão sendo divulgadas falsas notícias e mensagens mentirosas que tentam provar que o poder libertador de Jesus não se aplica a sexualidade. Só em nossos dias é que o Evangelho de Cristo seria menosprezado, zombado e desacreditado como na mensagem "Pastor Rochinha troca a mulher pelo cunhado" / "Pastor troca esposa pelo cunhado" / "Pastor 'ex-gay' seduz cunhado e pede a guarda dos filhos"! Um texto maldoso onde um fictício pastor pentecostal é indignamente descrito como um pervertido que rouba o marido da própria irmã!

A notícia é falsa. O pastor "Pedro Rochinha Siqueira", conhecido como "Pastor Rochinha" não existe. O cunhado "Flavio Serapião Birschiner" não é uma pessoa real. A mulher "Ana Paula Rochinha Birschiner" não passa de um personagem de ficção. Tudo é um embuste, uma farsa, um "hoax".

Mas esta história falsa está repleta de blasfêmia. Blasfêmia que ataca pontos vitais do poder transformador do Evangelho. Veja: a vida de alguém descrito como um "pastor íntegro e milagreiro"foi ridicularizada. A ação do Espírito Santo na "reorientação do desejo sexual" foi questionada. A possibilidade de alguém com problemas ligados a sexualidade vir a se converter e nascer de novo foi colocada como algo impossível. Mostra como o conceito de “família moderna” pode superar as crises atuais ao insinuar que “é melhor um filho ser criado pelo pai e pelo tio do que por uma mãe solteira”.

A falsa notícia está repleta de detalhes obscenos e malignos que não convém repetir aqui. Mas ela procura mostrar como o imaginário Pastor Rochinha - "com fama nacional por muitas vezes comparecer na qualidade de debatedor de temas ligados a 'Religião & Sexualidade' no programa Superpop da Rede TV" - foi vítima da própria perversão que ele condenava em suas mensagens.

Agora milhares de pessoas vão até a internet, mesmo em páginas cristãs, para ler uma blasfêmia destas. Conforme foi profetizado no Apocalipse, realmente sempre que a besta abrisse a boca era para dizer coisas ofensivas contra Deus, e para desprezar o Seu Nome (Apocalipse 13.6).

Este é apenas um dos exemplos crescentes dos blasfemadores. E tudo isto é movido, motivado e manipulado de um único lugar: o inferno!

Amado do Senhor, não desanime! Não se entregue e não se alimente destas perversidades. Os dias dos zombadores e blasfemadores estão contados. Se possível for, após passar sua ira santa, se alegre. Isso mesmo: se alegre! Mas ver tudo isso e me alegrar no quê? No que Jesus nos ordenou: "Ora, quando estas coisas começarem a acontecer, olhai para cima e levantai as vossas cabeças, porque a vossa redenção está próxima" (Lucas 21:28). Se alegre, pois o Redentor está próximo!

As fotos abaixo, atribuídas como sendo do “Pastor Rochinha” com o “cunhado Flávio”, são dos israelenses Yonatan e Omer Gher com a criança indiana Evyatar – gerada através de uma “barriga de aluguel” em 2008. Veja as fotos abaixo e caso queira saber mais sobre o caso acesse http://veja.abril.com.br/211009/alugam-se-maes-p-118.shtml



Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Bomba: Vaza vídeo íntimo de cantor gospel se exibindo da webcam

J.Neto grava “Eu sou esse cara”, versão gospel da música de Roberto Carlos. Ouça

Por onde anda?